Hábitos que podem prejudicar a Dieta

Por serem crus e compostos basicamente de proteínas, os Sushis, Sashimis e similares são tidos como alimentos lights e saudáveis que podem ser consumidos à vontade.

Mentira!

Muitas pessoas acreditam que comer sushi é uma boa maneira de seguir a recomendação de ingerir pelo menos duas porções de peixe por semana. No entanto, esse prato na realidade possui pouca quantidade de proteína. Uma refeição deve ter, em média, 50g a 200g de alimento rico em proteína (a variar de acordo com o objetivo e peso muscular do indivíduo).

Para se conseguir essa quantidade, são necessários de 10 a 40 sushis.

Nas versões vegetarianas o prato possui ainda menos proteínas. Ou seja, o inofensivo sushi detona a ingestão calórica de sua refeição, fora o disparo de insulina pela grande quantidade de arroz branco.

Além disso, outros pratos podem acabar com a sua dieta.

Um deles é o gyouza, com 200kcal por unidade. Outros vilões são o Hot Roll, com 90kcal por unidade, o Temaki com Cream Cheese, com 215kcal e o molho Shoyu, com 26kcal por colher e uma quantidade excessiva de sódio, agravante para doenças cardiovasculares, retenção de líquidos e problemas de pressão.

O sashimi, fatia de peixe cru, é a melhor opção se você está interessado em aumentar a dose de proteína, ômega-3, vitaminas e minerais de seu prato. Este prato de comida japonesa também possui poucos carboidratos processados.

Mesmo assim, o governo britânico recomenda que mulheres grávida, lactantes ou que desejam engravidar não consumam mais de duas porções por semana, já que esses peixes podem conter poluentes que afetam o desenvolvimento do bebê. Pessoas adultas fora dessas conduções podem consumir até quatro porções por semana.

Observação: Procure sempre um nutricionista para correta prescrição.

Consultoria Fitness Waltão Abreu:
Presencial Pacaembu – SP (11) 2283-3907
ou Online via Skype

Informações:
www.waltaoabreu.com.br

Comentários